Image Map

19/08/2013

[RESENHA] Sedução ao Amanhecer (Os Hathaways #2) - Lisa Kleypas

O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win. Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à França, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow. Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalho de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo. Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca...e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev. Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher de sua vida?
Autor (a): Lisa Kleypas | Editora: Arqueiro | Número de páginas: 242 | Skoob | Orelha de Livro
Adquira o seu: Saraiva (29,90) | Submarino (22,90)

ATENÇÃO: essa resenha pode conter spoilers do livro anterior, mas somente no que diz respeito á vida pessoal dos personagens, nada relacionado ao enredo.

Sabe quando você termina um livro super ansiosa pela continuação, roendo as unhas esperando o lançamento porque você tem certeza que será ainda melhor? Era como eu estava aguardando o lançamento de Sedução ao Amanhecer. E ás vezes expectativas altas demais estragam a leitura. O que pode explicar o porque desse livro ter sido tão frustrante pra mim.

Depois de acompanhar o romance de Amélia com Cam, é a vez de torcer por Merripen e Win. Aquele casal lindo e que me conquistou mesmo como personagens secundários lá no primeiro livro ganha uma segunda chance quando Win volta de sua viagem de fins médicos curada. Ela está linda, com um ar saudável e uma vontade imensa de finalmente viver seu romance com Merripen. Mas agora ela tem outro pretendente, Dr. Harrow, e o cigano de seus sonhos se recusa a dar uma chance a essa história. Mas será que eles vão conseguir controlar esse sentimento?

"Não sou bom o bastante para você. Mas ninguém é. E muitos homens bons ou maus, têm limites para o que fariam, mesmo que por alguém que amam. Eu não tenho limite algum. Nem Deus, nem código moral, nenhuma fé em nada. Exceto você. Você é minha religião. Eu faria qualquer coisa que você me pedisse. Lutaria, roubaria, mataria por você."

Antes de dizer o porque do meu desapontamento, vamos as partes boas! A família Hathaway! Nossa, como eles são divertidos! Os bichinhos de Bea, o sarcasmo de Leo e a fofura do Cam. Adoro cada um deles! E rever o casal Amelia & Cam foi ótimo! Mas Win realmente me surpreendeu por sua força. Eu não imaginava que ela tinha isso dentro dela, a garota parecia tão frágil em Desejo à meia-noite! Merripen também evoluiu muito na primeira parte do livro, mas depois... Bom, aí começa a parte ruim.

Não sei se já mencionei isso aqui, mas não curto um mocinho torturado. Nada contra uma teimosia, se houver um real motivo e essa não for sua característica mais marcante. Mas a autora resolveu colocar o cigano lindo que eu amava como um dos caras que se torturam sem motivo. Pra quem leu: ok, eu sei, ele passou por muita coisa e a infância dele foi horrível. Mas ele mudou muito no tempo que passou com os Hathaways pra deixar que isso se tornasse algo tão relevante em sua vida e o impedisse de ser feliz. Não curto nem um pouco esse rumo dado a ele.

"Acredito no amor entre duas pessoas - Um sorriso distendeu seus lábios. - Em encontrar prazer nos momentos comuns. Caminhar juntos. Discutir sobre coisas como o tempo de um ovo cozido, ou como gerenciar os criados, ou o valor da conta do açougue. Ir para a cama todas as noites e acordar juntos todas as manhãs."

A outra coisa que me incomodou foram as cenas hot. Todos os romances nesse estilo de época tem suas cenas de sexo, e todas elas tem uma boa dose de erotismo, mas também costumam ter romance, como foi com Cam e Amelia. Mas com Win e Merripen não. Eles eram fofos um com o outro, diziam palavras bonitas e pareciam realmente apaixonados. Mas o sexo era algo tão cru, tão primitivo, que por um momento eu me perguntei se não tinha trocado o livro por um exemplar de 50 tons de cinza. Isso me incomodou.

Fechando, eu acho que a história é boa, e não deixo de recomendar por conta dos pontos negativos que citei. Foi uma decepção pessoal, não quer dizer que vocês não vão gostar também. Continuarei lendo os livros da autora, sua escrita é simples e fácil de ler, e não encontrei erros em nenhum dos dois livros. A Arqueiro também fez um ótimo trabalho com as capas, embora eu prefira a do primeiro. Vai ver é minha cisma (no bom sentido) com azul haha.

O próximo livro dos Hathaways, Tentação ao Pôr-do-sol, terá Poppy como principal, o que me surpreendeu, já que esse livro nos dá um vislumbre de romance para Leo, me fazendo acreditar que o próximo destaque seria dele. Acho que terei que aguardar mais alguns pra isso. Uma pena, eu realmente amo o personagem! Haha

Coleção: 1 - Desejo à meia-noite
                     2 - Sedução ao amanhecer
                                                            3 - Tentação ao pôr do sol (não lançado no Brasil)

14 comentários:

  1. Essa foi boa, achei que tinha trocado por 50 tons de cinza hahaha

    Adorei a resenha...

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Um cigano, uma grande propriedade, uma mocinha e ciúmes arrebatador, onde já li isso antes, hahahah Me lembrou um pouco o Morro dos Ventos Uivantes, mas só li até a parte que avisava que poderia ter spoilers, me pareceu mais leve, acho que vou gostar! Grande beijo à todos!!


    http://umamamaeemapuros.blogspot.com.br/2013/08/resultado-do-sorteio-era-uma-vez.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li O morro dos ventos uivantes ainda! Mas pretendo ainda esse ano.

      Excluir
  3. Hum... conheço o livro somente pela capa que vejo nas livrarias,mas nunca despertou a minha curiosidade pela leitura... Achei sua resenha bem legal explicativa e super sincera, gosto muito disso. Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi :)
    Já to com o livro aqui e super ansiosa para começar a leitura. Só espero, sinceramente, não me decepcionar.

    Beijinhos
    Books And Movies
    @BooksAndMovies_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que voce goste, linda. Vou ficar de olho lá no seu blog pra saber o que voce achou!

      Excluir
  5. Meu Deus, que capa mais linda!
    Não me atrevi a ler a resenha desse livro, pois li a do primeiro e estou com ele na lista dos que irei ler, então não quero spoilers haha
    Mas pelos comentários vejo que você caprichou, como sempre, nas suas resenhas.

    Abraços,
    http://cacandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. ADOREI A RESENHA MANDY SUPER PERFEITA !!! <33333333 AMMEI PARABÉNS

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda,

    Também tenho esse problema de criar uma grande expectativa com um livro e acabar me frustrando. Quanto ao livro, não curto muito esse estilo, e como tenho muito coisa para ler, certamente vou pular essa série. Espero que os próximos melhores para você.

    Abraços,


    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero também, a série tem muito potencial e os personagens são ótimos, seria uma pena se fosse decaindo.

      Excluir